Vôo do Beija-flor

Vôo do Beija Flor - Elisa Cristal

sábado, 13 de abril de 2019

Além das bolhas...tem sobrevivência


Vejo e ouço falar de tantas bolhas. Ideológicas, religiosas, morais, políticas, corporativas e profissionais, condominiais, redes sociais, confrarias, feudos racistas, classes socais, países fechados, economias liberais, economias de mercado, economias controladas por setores de Estado, blocos econômicos, seitas preconceituosas, etc, etc.

Fujo de quase todas, mesmo com minha formação católica, não me considero praticante fanática e sou mãe de um ateu.

Sei que além das bolhas, há sobrevivência. Por isso, sigo. Busco ser justa e não me prender a rótulos. Se tiver algum, que seja o de me indignar com a injustiça social, principalmente o desprezo pelos pobres que observo nos planos de poderosos.

Famílias podem ser bolhas acolhedoras.  Amizades sinceras e antigas, também. Pena que elas se dispersam.

Sobrevivo numa pequena bolha atualmente. Gatos e o cachorro que herdei de mamãe. Este, é mesmo fiel. Capaz de levantar de madrugada e me acompanhar ao banheiro. Se eu emigrar, como pretendo, ele vai comigo.

Fiz foto esta semana quando fui ao cardiologista. É o registro do meu momento. Com quase 70, vivo a dieta das bolhas das taxas de glicose, colesterol, pressão arterial alta, coluna vertebral encrencada, muita fisioterapia, medicações diversas.

Mas me sobra tempo para as bolhas literárias. Releio Lorca, Rosalia de Castro, Manuel Bandeira, Fernando Pessoa, João Cabral de Melo Neto, entre muitos outros e outras. Revejo Cora Coralina, sempre que posso. 

Ouço música. Vejo filmes via netflix e dvds antigos.

Sobrevivo na melhor das bolhas: a do meu mundo que pode parecer pequeno, mas é imenso...
Cida Torneros


Nenhum comentário:

Postar um comentário