Vôo do Beija-flor

Vôo do Beija Flor - Elisa Cristal

sábado, 31 de dezembro de 2016

Feira de Mangalo


Marines


A mulher do Anibal


Adoro


Mutirão de amor


Esperando 2017 em Paz no jardim






 Pensamentos positivos
Orações
Desejos do bem para o próximo




Enquanto mamãe dorme eu aguardo a meia noite mas talvez adormeça antes. Muito cansada. Banho tomado. Mente vazia. Meditação.  Fé em melhores dias. Aceitação da Vida.



O jardim me contempla.
De mim colhe flores murchas.
Mesmo assim teimo em crer no bem...
Amém
Cida Torneros 

Como dois e dois são cinco!

Meu amor tudo em volta está deserto. Tudo certo. Tudo certo como dois e dois são cinco...

Índia


Amor se acalme


Bem me quer


sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

It is too late


De janeiro a janeiro


Em 2017, aos 67, volto aos 17!



Sou de novo a sonhadora. Organizo a festa. Jonny Rivers. It is to late. Dou gargalhadas. Saias rodadas e compridas. Cabelos soltos ao vento a l Gal.
Lá vou eu. Caminhando contra o vento nessa América de contrastes.  Os amores passam como as ondas e o mar depois se acalma.
Descubro a eternidade da alma. Tem tanta praia para descobrir. Água de Coco e beijo na boca.
Não posso pensar na injustiça. Também parece eterna.
Melhor viver a paixão.  É o Sol que vem me dizer Feliz Ano Novo.
Cida Torneros

Biscate


Galicia


Gal Costa


Ainda bem


Perfídia


Dulce veneno


Cobra criada


Pérola negra


Cuando me enamoro


Quando a gente se enamora a vida fica mesmo cor de rosa. Ainda que seja uma ilusão  à toa. Enamorar-se é liberar os sentimentos represedados. É soltar a vontade de oferecer abraços,  beijos e sorrisos.
Estar enamorado é atrair para si energia Boa. Que todos se enamorem no novo ano. Pelas pessoas e pelas boas causas.
Sigo me enamorando até das florezinhas que abrem nas manhãs do meu jardim. Enamorar-se  é meu fitness constante. Lembro que uma vez me enamorei  de um vento na praia.  Voltei lá.  Ele não veio me rever igual. Mandou seus representantes que também  curti.
Entendi que o enamoramento é passageiro e eterno simultaneamente. É para sempre. Na lembrança ou no reencontro. Importante é dar chance ao coração de se enamorar durante toda a vida até o último minuto.
Cida Torneros 

Talvez, Talvez, talvez...


quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Ana Carolina e Anitta


Brasil urgente


Da cepa brotou a rama...


A saudade mata a gente


Lá calaca


Onde estará o meu Amor?


Eu sei de cor


Lila Downs


Morre Debie Reynolds mãe de Carry Fisher


Folha de S.Paulo

Morre Debbie Reynolds, mãe de Carrie Fisher e atriz de 'Cantando na Chuva

Morreu na noite desta quarta-feira (28), aos 84 anos, a atriz americana Debbie Reynolds, de "Cantando na Chuva", informou a revista "Variety". Ela era mãe da também atriz Carrie Fisher (1956-2016), a princesa Leia dos filmes "Star Wars", morta um dia antes, nesta terça (27).
"Ela agora está com a Carrie e estamos todos de coração partido", afirmou seu filho, Todd Fisher, à agência Associated Press. De acordo com ele, a morte de sua irmã foi "demais" para a mãe.
Reynolds foi hospitalizada às pressas após sofrer uma emergência médica na casa do filho, em Beverly Hills, onde discutia detalhes do funeral de Carrie Fisher.
Seus familiares ligaram para os paramédicos, que a levaram para o hospital Cedars-Sinai, onde ficou internada na UTI. De acordo com o site TMZ, a suspeita dos médicos é que a atriz veterana tenha sofrido um acidente vascular cerebral.
Ela não estaria passando bem desde a última sexta-feira (23), quando Carrie Fisher sofreu uma parada cardíaca durante um voo de Londres para Los Angeles, onde foi internada e morreu nesta terça após outra parada cardíaca.
Nascida Marie Frances Reynolds em El Paso, Texas, a atriz foi descoberta por um caça-talentos aos 16 anos, enquanto disputava o concurso de Miss Burbank. A contragosto, recebeu seu nome artístico do chefe dos estúdios Warner, Jack Warner.
Sem espaço no estúdio, ela migrou para a MGM, onde trabalharia por 20 anos. Lá virou um dos principais nomes da era de ouro dos musicais de Hollywood, vivendo seu auge ao protagonizar, com Gene Kelly, o clássico "Cantando na Chuva" (1952).
Em 1964, Reynolds foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante por "A Inconquistável Molly", mas perdeu para Julie Andrews em "Mary Poppins". Em 2015, foi homenageada pelo sindicato dos atores dos EUA por sua filmografia de 65 anos.
Reynolds foi casada com o músico Eddie Fisher, com quem teve os filhos Carrie e Todd. O casal se separou em 1959 no que se tornou um escândalo midiático: Debbie e Eddie eram uma espécie de "namoradinhos da América", e ele a trocou por Elizabeth Taylor.
Entre os anos 1960 e 1970 passou a fazer números musicais em Las Vegas, cidade em que teve um cassino e onde passou a expor relíquias de filmes hollywoodianos colecionadas ao longo de sua vida.
Foi trabalhando em Las Vegas que Reynolds quitou uma dívida de US$ 3 milhões decorrente do vício de seu segundo marido, o empresário Harry Karl, em jogos de azar. Os dois foram casados de 1960 a 1973.
Debbie Reynolds deixa o filho, Todd Fisher, e a neta, a atriz Billie Lourd, filha de Carrie Fisher.
Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).

Bom dia! Rumo à casa da mamãe.






Que nadie sepa mi sufrir


Revisando minha vida hoje. Elvis Presley!


quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Cantares

Caminhante não existe caminho. Se faz o caminho ao andar. Tudo passa. Justamente por isso cada passo é parte de uma extensa jornada sem previsibilidade.
Ontem ouvi meu nome é parei. Ele veio me abraçar e disse: estou triste. O filho adolescente depois de viver com ele no Rio há uns 10 anos foi morar com a mãe em Cabo Frio. Escolheu. Quer cuidar da mãe que está em desequilíbrio.  O pai me abraçou com olhos molhados e disse que logo o filho volta.
No meio de tantos problemas que enfrento atualmente, parei para dar atenção ao sentimento daquele pai amoroso.
Somos amigos. Ofereci ombro para apoiar se precisar.
Mas o caminho dele se faz ao andar. E  irá em frente na meia idade.
Na Paz.
São cantares de nossas vidas. Olhares sobre os estágios passageiros. Filhos crescem. Voam. Buscam suas próprias trilhas. Cabe a nós compreender isso.
Tudo passa. Tudo mesmo.
Cida Torneros

Amor de outono


Lágrima


Sonhos


Maria Gadú e Vanessa da Mata


Palavras


Resposta ao tempo


Onde Deus possa me ouvir


Presuntos implicados


Mar azul


Travessia


De mais ninguém


Um sonho a dois


Hasta que se apague el Sol


Aerosmith


Carminho


O meu amor


Nina Pastori


Previdência. Militares e INSS. Desigualdades e injustiças

Artigo do jornal Em País

Déficit de um militar para a Previdência é 32 vezes maior que o de um aposentado do INSS

Militares não foram incluídos na reforma proposta pelo Governo. Ministério da Defesa diz, no entanto, que projeto de lei com mudanças nas regras já está em discussão

Ministro da Defesa, Raul Jungmann, em evento em julho. Marcelo CamargoAgência Brasil
Preservados da proposta da reforma da Previdência apresentada pelo Governo Temer, os integrantes das Forças Armadas fazem parte do regime previdenciário mais deficitário em valores per capita. Os militares respondem por quase metade do rombo da Previdência dos servidores públicos da União – que chegou a 72,5 bilhões de reais no ano passado –, embora representem apenas um terço dos servidores.
Segundo cálculos do ex-secretário da previdência e consultor do Orçamento da Câmara dos Deputados Leonardo Rolim, o regime da previdência dos militares beneficiou 296.000 pessoas – entre reformados, na reserva e pensionistas -  no ano passado e apresentou um déficit de 32,5 bilhões de reais. Ou seja, cada um dos beneficiados gerou um rombo anual de 109.000 reais aos cofres públicos. O valor é 32 vezes maior que o déficit gerado por um aposentado no regime geral (Instituto Nacional do Seguro Social -INSS). No ano passado, o rombo gerado no regime geral foi de 89 bilhões de reais em um universo de 26 milhões de beneficiários, o que significa dizer que cada aposentado do INSS gerou um déficit de 3.414 reais. A contribuição dos militares também é abaixo da dos civis: 7,5% do salário bruto contra 11% dos aposentados pelo INSS.
O Governo justificou a decisão de não incluir os militares na reforma da Previdência em função das  condições especiais da carreira das Forças Armadas, que incluem desde possíveis riscos de vida ao preparo físico exigido. “Nada justifica deixar os militares de fora da reforma. Ele é o regime mais deficitário em valores proporcionais. Além disso, o contingente de militares no Brasil é exagerado”, explica Rolim.
A exclusão dos militares é também considerada por Sonia Fleury, professora da FGV, como uma das distorções da reforma apresentada. “Ela mostra claramente que os setores que têm mais capacidade de pressão conseguem empurrar para frente essa mudança, enquanto pessoas extremamente vulneráveis passam a ter obrigação de passar mais cinco anos sem receber o benefício”, afirma Fleury.
PEC proposta pelo Governo fixa uma idade mínima de aposentadoria de 65 anos tanto para homens quanto para mulheres (atualmente mulheres podem se aposentar aos 60 e os homens aos 65). Enquadram-se nessa nova categoria mulheres que tenham até 45 anos e homens com até 50 anos. A regra também prevê que será preciso um mínimo de 25 anos de tempo de contribuição - atualmente o tempo mínimo de contribuição é de 15 anos. O Governo Temer argumenta que, tal como está, a Previdência é insustentável. De acordo com projeções do Ministério da Fazenda, mantidas a legislação em vigor, as despesas do sistema geral, o INSS, passariam de 8% do PIB em 2016 para 17,5% do PIB em 2060. As mudanças na Previdência são precedidas da aprovação do teto de gastos, os pilares do programa do Governo para tentar conter o déficit nas contas públicas sem aumento imediato de impostos ou uma reforma tributária.
Segundo o ministro da Defesa Raul Jungmann, um projeto de lei complementar com mudanças nas regras previdenciárias para os militares já está em discussão e deve ser enviado à Casa Civil entre janeiro e fevereiro de 2017. Ainda de acordo com o ministro, todas as regras poderiam ser negociadas, inclusive um aumento da contribuição e do tempo de serviço.
“Não queremos nenhum privilégio, apenas que se reconheça as especificidades. Tudo está na mesa. Não há nada excluído da agenda”, afirmou Jungmann em coletiva de imprensa em Brasília neste mês. O ministro negou também que a participação dos militares no déficit da Previdência seja de 32,5 bilhões de reais e disse que há uma “confusão contábil” neste cálculo.
Segundo o ministro da Defesa, o INSS arca somente com as pensões pagas a dependentes dos militares. Para o ministro, o déficit real é de 13,85 bilhões de reais. Segundo ele, serão pagos 16,55 bilhões aos pensionistas das três Forças, mas haverá 2,69 bilhões arrecadados com as contribuições da categoria no ano de 2016.Já os salários dos inativos e reservistas, de acordo com Jungmann, são pagos pelo próprio Ministério da Defesa. Isso ocorre porque os militares estão enquadrados em um sistema de proteção social custeado pelo Tesouro Nacional. Dele, saíram os recursos para o pagamento de militares ativos e inativos que, neste ano, somaram 20,23 bilhões de reias e 18,59 bilhões de reais, respectivamente. Os valores já estavam consignados por lei ao orçamento do ministério, segundo o ministro.
“Quem paga nossos inativos somos nós. Ou seja, os nossos inativos não pressionam a Previdência. Isso é computado na Previdência por um óbvio equívoco contábil, que está sendo desfeito do balanço da União”, declarou o ministro que informou ainda que o pagamento aos homens da reserva não pode ser classificado como gasto previdenciário já que eles podem ser convocados a voltar a serviço.
Segundo Leonardo Rolim, o que o ministério da Defesa está fazendo é uma contabilidade criativa para fingir que não existe um rombo. “Se a justificativa é falar que é o Ministério que paga o benefício, não existiria déficit de servidor público. Via Forças Armadas eles estão dando argumentos para não fazerem a reforma. De onde acham que vem o dinheiro do ministério?”, critica Rolim.
Em defesa das contas da pasta, o ministro da Defesa ressaltou que os valores da folha de pagamento dos militares estão em um movimento decrescente. Segundo números da Defesa, em 2003 os gastos com pagamento de pessoal equivaliam a 1,17% do Produto Interno Bruto (PIB), soma das riquezas produzidos em um país). Em 2015, caíram para 0,87%. O ministro ressaltou ainda que houve uma grande reforma na Lei de Remuneração da categoria, que já tirou vários benefícios da categoria como pagamento por tempo de serviço e a polêmica pensão para as filhas solteiras. O benefício da pensão vitalícia para filhas foi extinto em 2000 para servidores admitidos a partir daquela data, mas quem já integrava o quadro das Forças Armadas pode optar pelo pagamento de um adicional de 1,5% na contribuição previdenciária para manter o privilégio.
Especialistas argumentam, no entanto, que mesmo com o fim da pensão para as filhas solteiras, ainda há particularidades na previdência militar que deveriam ser revistas. A categoria não tem idade mínima de aposentadoria e eles vão para a reserva com 30 anos de serviço.

Recuo

Ainda que a proposta da reforma da Previdência não contemple regras para os integrantes das Forças Armadas, o texto original proibia o acúmulo de aposentadorias e pensões por morte referentes ao INSS para todos os regimes. Um dia após a apresentação do documento, no entanto, depois de pressões políticas, o Planalto recuou e alterou a PEC. Na proposta modificada, o governo retirou do texto qualquer mudança no regime de previdência dos bombeiros, dos policiais militares e dos militares das Forças Armadas. Assim como as Forças Armadas, segundo o Governo, os bombeiros e policiais militares têm leis específicas .


© EDICIONES EL PAÍS S.L.

Adeus ano velho


Roberto. Sempre!


Mais um na multidão


Baby


Adele


Apresentador Ivan More chora ao final da reportagem


Padre Fábio de Melo e Fafá de Belém


terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Cuando te encontre


Para vivir


Volver a Los 17 en 2017


Home


Ilusion


Presépio de São Francisco. Reflexões de pós Natal!


A imagem é do presépio armado por minha amiga Elza. Na sua origem contam que Francisco de Assis foi quem armouamou o primeiro presepio da história cristã.  O que representam para nós estas figuras em estratégicas posições para adorar o nascimento do Salvador?
Talvez uma nova chance para refletir sobre a grandeza da humildade e a honradez da pobreza.
Uma cena rural. O menino Deus nasce num estábulo.  Os animais se aproximam e aquecem o ambiente. Os anjos e pastores entoam hinos. A Paz parece possível. O mundo capitalista entra no discurso do Papa Francisco como pregação contra o narcisismo e a ostentação da Cúria Metropolitana.  No Vaticano, um clima de deixa disso é o tal George borgoglio destemido fala sem papas  na língua abre alma e coração aos homens de boa vontade.
Cada um de nós pára e repensa a própria vida.
Ter e acumular não nos torna melhores. Somos feitos do mesmo pó da Terra. 
Um presépio é representativo de Amor humano e divino ao mesmo tempo.
Nesta semana pós Natal, consigo pensar nos amigos e amigas distantes ou próximos que carregam suas cruzes. Na via sacra de todo ser humano sobra espaço para amar e perdoar. 
Francisco Papa recomendou uma visita ao cemitério para que lembremos a efemeridade da Vida.
Observo o retrospecto do ano com a sensação repetida da reprovação globalizada. 
Por que tanta indústria armamentista e tanta guerra? Por que tanta criança vítima num mundo adulto inconsequente e radical?
Cida Torneros 

Cardápio de Natal dos presos da lava jato


segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Uma chance em mil


Roberto Carlos especial 2016


Chegaste


Lennon...oh.my Love


Good bye George Michael. Last Cristmas


Viver sem ar. MANÁ


Ronda


Recuerdos de Allambra


Começando a última semana do ano 2016!







Finalmente chegou a última semana de 2016. Que ultrapassem os com fé e esperança a virada para o novo ano.
Agradeço tudo. Inclusive os percalços do ano que finda. Obrigada por cada dia vivido com família e amigos.
Cida Torneros

Vaya con Dios


Ando devagar porque já tive pressa


domingo, 25 de dezembro de 2016

Las três grandes


Me faz um dengo


La raiz de mi tierra


Andrea Bocelli e Tony Benet


Despedida de solteiro...aaa...

Em 2008 cheguei a pensar em viver com Vittorio. Ele é italiano e mora em NY. Mas passou. É um bom amigo.






sexta-feira, 31 de outubro de 2008
Despedida de solteiro...


Quando bate aquela vontade de dividir com alguém, qualquer pedaço de bolo que sobrou no prato, ou mesmo uma ponta da coberta que já não dá pra cobrir tantos segredos noturnos, ufa, que divisão estranha essa de se unir a quem nem se pode prever as ranzincices ou os maus humores, mas se pretende esperar fazer feliz por todo o sempre....
Aí, bate aquele frenezi de necessidade urgente em juntar trapinhos e escovas de dentes, compartilhar o cantinho preferido do sofá da sala, e ouvir junto a canção inesquecível, comer naquela mesa de quina do bar idolatrado desde a adolescência, talvez buscar a pessoa amada, de surpresa, na porta do trabalho, na hora do rush, levando um lanche de viagem, do Mac ou do Bobs...se ele não for natureba, claro!!!
Mas, o que dana os miolos é que essas decisões não são tão solitárias assim, precisam ser corresponsabilizadas com amigas e amigos, que palpitarão...evidentemente, com ciúmes salutar ou com inveja perigosa...sem contudo nos desejar nada de mal, apenas nos injetando preocupações, dúvidas, estresses, ou ânimos, incentivos e ajudas providenciais para tantos detalhes que nos instalarão um ir e vir de coisas mil a realizar, arrumar, marcar, comprar, ajeitar, conciliar, renunciar, desejar, dispensar e, um dia, finalmente, lá estamos nós, abrindo mão da solteirice conquistada, em prol de uma vida a dois que é uma grande incógnita ...
O medo maior, ninguém conta, é o do fracasso e da separação...mas esse é um risco impensável, a princípio, deixemos que os anos se encarreguem de voar e que nunca isso aconteça!
Agora, o importante é realizar tudinho e vencer as pedrinhas do caminho.
Casar, juntar, conviver, morar junto...pouco importa...
Mas, oficialmente, despedir, com testemunhas, da liberdade de acordar e dormir solitáriamente, na cama larga e egoisticamente pessoal...isso merece sim uma despedida em estilo especial.
Chamemos as amigas, vamos beber e comer, vamos dançar e ver nudez masculina, vamos nos divertir, rir da vida e rir com ela, que pulsa em nós, pela coragem de tentar a vida em comum, convergindo solidões interiores com vontade de compreender aquela criatura que nos provoca a sensação de completude eternamente buscada, na alma e no coração... Tudo psicologia barata, pode ser, mas tem o sexo, refrigério pro corpo, tem a risada, pausa feliz para a mente acelerada do século XXI, e tem, para nosso consolo definitivo, a possibilidade de que a família cresça, aí, é o latifúndio da loucura, a chegada de rebentos que arrebentarão nossa paz, trazendo choramingos e brincadeiras, preocupações e realizações pessoais nunca dantes navegadas...falo dos filhotes, claro...que quando chegam...coroam a despedida da solteirice com arroubos de grande responsabilidade e intensa perpetuação da espécie...Querem mais? pois tentem crescer, amar, juntar, não sem antes realizar uma despedida de solteira ( dirijo-me às mulheres, com louvor), e nem lembrem de cuecas pra lavar, louças acumuladas na pia ou de casas desarrumadas...lembrem de sorrisos e abraços, bom dia trocado no banheiro enquanto se escova os dentes, olhares cúmplices ao traçar a última colherada do sorvete na taça única...acumulem milhas de bons momentos e, por favor, alcancem bodas, para festejar...de papel, algodão, prata, ouro, diamante...não importa...mas persigam alguma delas, também, pra comemorar, relembrando que um ex-solteiro será sempre um nostágico espécime com saudade das noites em que podia esticar os pés e assistir seu futebol sem ninguém para interromper falando sobre os problemas da faxineira...ou então, uma ex-solteira jamais poderá novamente fofocar sobre os dotes masculinos do chefe, pelo telefone, com as amigas, detalhando sem pudor em alto e bom som, sobre aquela passada de olhos que percebeu em certa manhã primaveril quando trajava um tubinho estampado e escarpins vermelhos de verniz... são historinhas que ficarão pra trás...dos tempos que não voltam mais, quando éramos todos solteiros...e não tínhamos sido fisgados por esse vírus grudento chamado casamento.
Cida Torneros



Ana Maria Braga se emociona com pedido simples


Ben


Bom dia de Natal para todos nós no mundo inteiro!

Amor é a palavra chave. Como disse o apóstolo Paulo "se não houver amor nada mais faz sentido".
É o amor que resume o milagre da Vida e o Mistério da Morte. 
Jesus é o representante de tanto Amor. Sabemos que Deus está no âmago até dos que nem creem nele. Ele é a luz de milhares de religiões.  Seres humanos se perdem muitas vezes em guerras religiosas justo por radicalizarem o senti o sentimenito universal que só tem força verdadeira se respeitamos os credos diversos e amamos nossos irmãos que professam outras formas de alcançar o mesmo Paraíso.  Seríamos perfeitos se não odiassemos ou se refreassemos impulsos de segregação ou intolerância. 
O universo é um presente infinito. Os abraços vencerão as armas. Os olhares de ternura e compaixão salvam os vivos e dão a direção da luz para os que deixaram seus corpos vitimados por violência,  atentados, pestes, todos merecem viver no Reino do Pai. 
Temos muito para aprender porém vamos conseguir.
Feliz e santo Natal. Que o BEM vença  o Mal com a grandeza do Amor incondicional.
No mundo consumista demais precisamos mudar hábitos e repartir o que acumulamos com  aqueles de menores chances. 
A humanidade é um milagre de Amor. A Terra somente uma das moradas do Pai. 
Viva o Amor de Jesus Cristo.  Amém. Feliz Natal!
Cida Torneros