Vôo do Beija-flor

Vôo do Beija Flor - Elisa Cristal

terça-feira, 30 de junho de 2015

Love me tender, tô say good nigh


Programa de 1999. Zeze, Luciano, Vanusa e Jerry. ,


Doce doce amor








Quem me dera


EUA e Brasil, Love is in thr air!








Love is thr air

Gafe de Obama faz Dilma rir pela primeira vez desde que foi reeleita

Durante um jantar na Casa Branca, o presidente americano Barack Obama cometeu uma gafe que fez a presidente Dilma Rousseff esboçar o primeiro sorriso desde janeiro.

Durante uma conversa sobre amenidades, o presidente americano disse: “Uma grande pena o que aconteceu com o Cristiano Ronaldo.”

Dilma, sem saber o que responder, olhou para o embaixador brasileiro, que não teve reação. “Mando minhas condolências pela perda do seu povo”, completou Obama. Só então Dilma entendeu se tratar de mais uma pessoa trocando o nome do sertanejo Cristiano Araújo pelo astro do futebol Cristiano Ronaldo.

Dilma corrigiu Obama: “Presidente, ele nem é brasileiro.” Ao que Obama respondeu: “Mas não fala português? Não é do Real? Real e português é do Brasil, não é? Ah, claro, vocês falam espanhol, perdão.”

Nessa hora, Dilma soltou uma gargalhada. “Olha, em se tratando de gafe, essa sua é melhor que as do presidente Lula, o cara”, disse Dilma. Obama pediu desculpas e o jantar seguiu.

No fim do jantar, Dilma foi vista pedindo para o garçom preparar uma marmitinha para ela. Os diplomatas brasileiros presentes, morrendo de vergonha, tentaram esconder o fato. Dilma cutucou um deles e falou: “Para, bobo, a crise está feia, pede uma para você também.” Aos garçons da Casa Branca, ela disse que a comida seria “para o cachorro”.

Dalva de Oliveira e Francisco Alves ( seriado)


Velhos tempos, belos dias!


Boa noite, gatinhos e gatinhas!


Um grego que encantou o Brasil nos anos 70















Demis  nasceu em 1946 e faleceu em janeiro de 2015.

Filho de pais expatriados (George e Olga), tanto ele quanto os pais nasceram no Egito. Demis nasceu e foi criado em Alexandria. Três anos depois nasceu seu irmão Costandinos. O cantor foi fortemente influenciado pela música árabe. Aos dez anos de idade, fã do estilo jazz, aprendeu a tocar trombeta. Depois dos seus pais terem perdido tudo, após a Crise do Canal do Suez, a família voltou para a Grécia, quando Demis tinha quinze anos.

A partir de então, Demis participa em vários grupos musicais. O primeiro, com dezessete anos, The Idols, quando tinha de trabalhar para sustentar a sua família. Já nesse grupo Demis começa a destacar-se como cantor, a partir do momento em que é solicitado para substituir o vocalista que estava cansado, para cantar algumas músicas (o que começou com “The House of the Rising Sun” e “When a Man Loves a Woman”).

Com o compositor Lakis Vlavianos, Roussos deu início à banda We Five, já como vocalista principal. Mas só se torna mais conhecido a partir de 1968, com a banda de rock progressivo Aphrodite's Child, formada no Reino Unido, para a qual Demis se associa a outros dois músicos gregos, respectivamente Vangelis (ou Vangelis Papatanassiou) e Loukas Sideras, primeiramente como vocalista, depois também como guitarrista e baixista. Vangelis ficou como compositor principal e teclista, enquanto Loukas cuidava da bateria. No entanto, por falta de permissão para trabalhar em Inglaterra, o grupo mudou-se para Paris, então no auge da Revolução de Maio de 1968. O primeiro álbum foi Rain and Tears, que obteve um tremendo sucesso e vendeu um milhão de discos apenas em França, altura em que nasce a sua primeira filha, Emily. Nos três anos seguintes o desempenho do grupo foi excelente. Com uma voz ao estilo de ópera de Roussos, a banda passou a ter sucesso am nível internacional, inclusive com 666, lançado em 1970. Logo após o lançamento dessa obra, mas insistentemente pontuada pelos médios franceses, o boicote dos cristãos da Europa aos seus shows, provoca série de cancelamento de agendas e fá-los acabar com o grupo.

Parceria com VangelisEditar
Com o final do Aphrodite's Child, Demis continuou a gravar com Vangelis, seu ex-colega de banda. Publicaram os álbus Sex Power (1970), Magic Together (1977). A obra de maior sucesso da dupla foi Race to the End, vocalmente adaptada da trilha sonora do filme Chariots of Fire. Roussos também participou como convidado da trilha sonora do filme O Caçador de Andróides (Blade Runner) (1982), filme de culto considerado o melhor da década de 1980.

Carreira SoloEditar
Face ao seu sucesso como cantor, enquanto vocalista dos Aphrodite’s Child, a editora propôs-lhe gravar o seu primeiro compacto a solo, com a canção “We Shall Dance”. Logo a seguir gravou o álbum “On the Greek Side of My Mind”, o qual, juntamente com o mencionado compacto, estourou como os 5 discos mais vendidos em toda a Europa, inclusive a Escandinávia. Demis Roussos consagrou-se, então, como cantor em 1971. Pouco depois Roussos reencontrou-se com Lakis Vlavianos, ex-colega do We Five. Lakis então compôs e Roussos gravou várias canções que ocuparam o primeiro lugar nas tabelas de vendas de vários países, entre as quais, Forever And Ever, My Friend the Wind, Velvet Morning – também conhecida como Tric Tric Tric, entre outras. Destacaram-se também, na década de 1970, os sucessos My Reason; Goodbye, My Love, Goodbye; Someday, Somewhere e Lovely Lady of Arcadia. Ganhou um disco de ouro com seu LP “Demis”, o qual foi seu único sucesso nos Estados Unidos. Por outro lado, o cantor fez muito sucesso na Europa e na América Latina.

Após o nascimento do filho, Cyril, em 1975, o cantor grego ficou os próximos oito anos fazendo tournés pelo mundo fora, juntamente com sua segunda esposa e o filho. No Brasil, conseguiu lotar o estádio Maracanã com capacidade para 150.000 pessoas, façanha apenas conseguida por Frank Sinatra. Foi citado no Livro de Recordes de Guinnes como personalidade de destaque do mundo do entretenimento musical das décadas de 70 e 80. Foi contemplado com mais de 100 discos de ouro, platina e diamante.

Em 1978, Demis decidiu retirar-se dos palcos temporariamente e mudou-se com a família para um lugar onde não era conhecido, a saber, a Praia de Malibu, no Estado da Califórnia (EUA). Emagreceu então 54 quilos e decidiu aproveitar a vida viajando pelo mundo. Depois de algum tempo, ainda no estilo de vida pacata, mudou-se dos EUA e, com seu filho Cyril, passou a alternar residência entre a Inglaterra e a Grécia.

Em 14 de junho de 1985 ocorreu um fato que Demis considerou como um separador de águas na sua vida: juntamente com sua terceira esposa, o avião da TWA no qual viajavam de Atenas a Roma foi seqüestrado. O fato de ver a morte de perto levou o cantor a refletir sobre o valor da vida, decidindo reassumir sua carreira de cantor, com gravações e shows ao vivo, como forma de contribuir para um futuro melhor para a humanidade. Gravou então mais vinte canções, e compilou o álbum “The Story of Demis Roussos”. Paralelamente, Roussos participa em eventos voltados para soluções de problemas humanos, como, por exemplo, o fórum pela paz e desarmamento (Kremlin, Moscou, em fevereiro de 1987) . Preocupado com problemas ambientais, participou também da Reunião de Cúpula da Terra, no Rio de Janeiro.

A partir de 2004, Demis Roussos viveu uma vida mais sossegada à beira mar em algum lugar da Grécia, gozando os louros de ser considerado um dos cantores mais talentosos do século XX.

Em 2005, após 25 anos, Demis Roussos retornou ao Brasil e fez três apresentações.

Seu último disco foi lançado em 2009.

Roussos faleceu no dia 25 de janeiro de 2015, após permanecer um longo período internado em um hospital de Atenas. A filha Emily (do primeiro casamento) anuncia que o pai morreu de um cancro do estômago fulgurante.





segunda-feira, 29 de junho de 2015

Friburgo recebe japoneses contratados em áreas da tragédia de 2011



Friburgo recebe japoneses em áreas afetadas pela tragédia climática de 2011
26/6/2015
Por Redação, com ARN - do Rio de Janeiro
A Prefeitura de Nova Friburgo, região serrana do Rio, através da Secretaria de Defesa Civil, recebeu nesta sexta-feira, um novo grupo de consultores japoneses contratados pela Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) para dar continuidade ao Projeto de Fortalecimento da Estratégia Nacional de Gestão Integrada de Riscos em Desastres Naturais (GIDES), em execução em Nova Friburgo, Petrópolis e Blumenau, contempladas pelo projeto como cidades-piloto de prevenção de desastres naturais no Brasil.
Os encontros vêm acontecendo periodicamente e visam obter maior detalhamento dos processos deflagrados pelo evento natural
Nesta segunda etapa do trabalho, foi solicitado pelo consultor japonês e engenheiro civil, Sano Tetsuya, informações atualizadas relativas a aspectos institucionais da Defesa Civil Municipal como organização e organograma, e também um levantamento de dados, incluindo o orçamento da referida secretaria. Além disso, um geólogo e um engenheiro geotécnico, os japoneses Pucai Yang e Satoshi Emoto, acompanhados do gerente técnico da Defesa Civil, Hamilton Thuller, e de representantes do Grupo REGEA/PANGEA Geologia e Estudos Ambientais, responsáveis pela elaboração do Plano de Contingência do município, realizaram visitas de campo em diversos locais atingidos pela tragédia climática de 2011.
Os encontros vêm acontecendo periodicamente e visam obter maior detalhamento dos processos deflagrados pelo evento natural. A partir disso, a proposta é criar um panorama geral com o objetivo de se identificar as principais causas propulsoras de deslizamentos do porte dos que ocorreram em Nova Friburgo. Só no município serão mapeadas 20 áreas e, posteriormente, realizada uma análise de todo este material, que servirá de base para a elaboração de um manual de prevenção de desastres naturais no Brasil.
O trabalho de campo contou ainda com a participação da subsecretária de Pesquisa e Planejamento Urbano da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, Viviane Melo, que destacou a importância desta cooperação técnica entre Brasil e Japão. “O intercâmbio entre os dois países e o estudo e comportamento dos tipos de deslizamentos contribuem muito para que o manual a ser elaborado seja o mais consistente possível. A ideia principal é que, a partir desses levantamentos/mapeamentos todo o país possa adotar este manual e, com isso, prevenir a incidência dos desastres naturais”, frisou a subsecretária.
Para alcançar a capacidade de desenvolvimento e fortalecimento estratégico da gestão de risco de desastres, os japoneses focam em aspectos bastante específicos a fim de elaborar com eficiência todos os dados apurados e utilizar as corretas diretrizes técnicas que deverão orientar as atividades preventivas. Somente nesta etapa, compõem o grupo de visitações oito cidades com grande incidência de deslizamentos que também terão catalogados os locais a serem trabalhados. O projeto que teve início em agosto de 2013 prevê um cronograma de trabalho de quatro anos.
De acordo com o secretário municipal de Defesa Civil, João Paulo Mori, o convênio firmado com o Japão é de suma importância para o desenvolvimento do projeto. “Esta ação integrada com os técnicos japoneses é, sem dúvida, de grande valia para que a gente possa atuar na gestão, prevenção e redução dos riscos, e na resposta aos desastres naturais. Aprimorar e fortalecer os arranjos cooperativos, as técnicas e os métodos relacionados aos macroprocessos por meio da transferência de conhecimento podem, efetivamente, viabilizar uma política pública voltada para a magnitude dos desastres naturais que vêm ocorrendo nos últimos anos no país”, finalizou Mori.


Delicioso sonho de aconchego


John Lennon e Yoko

MARIA APARECIDA TORNEROS DA SILVA

DELICIOSO SONHO DE ACONCHEGO

Delicioso sonho de aconchego
Pulsa o universo
expande e encolhe
movimento cadenciado
meu coração busca o teu
alcança o tempo
amolda a forma
amansa a inquietude
avança no compasso
acolhe tua paz
abriga tua guerra
atende teu pedido
adentra tua alma
alucina no teu sorriso...

Delicioso sonho de aconchego
eu te encontro na manhã de cada dia
te saúdo pelo bem que me transmites
te fortaleço em gestos de carinho
porque te tenho como um ser especial
te valorizo no segundo em que te lembro
te torno eterno a todo minuto que respiro...

Delicioso sonho de aconchego
eu te agradeço pelo delírio de bondade
te espero na virada do mundo redondo
te abraço forte na curva do teu corpo
te amparo os passos ora firmes, oracansados...

Delicioso sonho de aconchego
te ouço a voz como o bater dos sinos
te louvo a luz como o brilho dos lindos olhos
te sinto o cheiro, bálsamo anestésico que me adormece...

Delicioso sonho de aconchego
te guardo o rastro, como envólocro de caramelo,
te espreito a sombra , como prenúncio de chegada,
te espero a presença, como um prêmio merecido e justo...

Assim, tu vives em mim, e me engrandeces,
não permites que a solidão me tome de assalto
és como um soldado atento a me protegeres a estrada,
e, quando te moves no mundo tal qual ave migratória
posso antever o bater das tuas asas conduzindo preces...

Delicioso sonho de aconchego, vem e vai, reciclas minha vida,
és a esperança renovada que me tira do poço da agonia
porque me mostras a luz, me doas a superação, me eternizas...

Aparecida Torneros


Publicado no site: O Melhor da Web em 27/10/2009


Cuando sali de Cuba


Tributo a Havana , filme com Robert Redford

Disseram que eu voltei americanizada, sucesso de Carmen Miranda


Disseram que eu voltei americanizada Com o burro do dinheiro Que estou muito rica Que não suporto mais o breque do pandeiro  E fico arrepiada ouvindo uma cuíca E disseram que com as mãos Estou preocupada E corre por aí  Que eu sei certo zum zum Que já não tenho molho, ritmo, nem nada E dos balangandans já não existe mais nenhum Mas pra cima de mim, pra que tanto veneno  Eu posso lá ficar americanizada Eu que nasci com o samba e vivo no sereno Cantando a noite inteira a velha batucada Nas rodas de malandro minhas preferidas  Eu digo mesmo eu te amo, e nunca I love you Enquanto houver Brasil Na hora da comida Eu sou do camarão ensopadinho com chuchu




Zorba , o grego











Lá Malaguenha


Dilma com Obama






Dilma e Obama visitam memorial de Martin Luther King em Washington
Presidente chegou à capital dos EUA nesta segunda para visita oficial.
Agenda oficial prevê jantar entre os dois presidentes na Casa Branca.
Do G1, em Brasília

A presidente Dilma Rousseff durante visita no Memorial Martin Luther King Jr. com presidente dos EUA, Barack Obama, e uma guarda florestal em Washington (Foto: Kevin Lamarque/Reuters)
A presidente Dilma Rousseff e o colega norte-americano Barack Obama visitaram nesta segunda-feira (29) em Washington, capital dos Estados Unidos, monumento em homenagem a Martin Luther King, líder da luta pela igualdade de direitos na década de 1960.

Dilma chegou ao país no último sábado (27) e cumpriu agenda em Nova York. No domingo (28) e em parte desta segunda, ela teve série de encontros com empresários de diversos setores, como financeiro e de infraestrutura. Além da agenda em Washington, Dilma também terá encontros em São Francisco, na Califórnia, na quarta (1º)
saiba mais
'Não respeito um delator', diz Dilma sobre a Lava Jato
Dilma defende plano de concessões em fala para empresários nos EUA
Dilma se reúne com empresários e investidores em Nova York
Em viagem, Dilma buscará retomar diálogo com EUA, diz Itamaraty
Dilma viaja para os EUA em busca de investimentos em infraestrutura
De acordo com a agenda oficial, divulgada pela Secretaria de Comunicação Social, Dilma e Obama jantarão juntos nesta segunda na Casa Branca, sede do governo e residência oficial norte-americana.

Nesta terça (30), os dois presidentes terão reunião de trabalho, farão declaração à imprensa e a presidente ainda participará de um seminário de empresários.

Conforme o Ministério das Relações Exteriores, estão entre os os objetivos da presidente na visita aos EUA a retomada do diálogo, após as denúncias de espionagem, e a atração de investimentos norte-americanos ao Plano de Investimentos em Logística – que prevê concessões em aeropotos, portos, rodovias e ferrovias –, lançado pelo governo há cerca de três semanas.

A viagem de Dilma ao país ocorre um ano e nove meses após ela cancelar a visita de Estado em razão das denúncias de que agências de inteligência norte-americanas espionaram líderes internacionais, incluindo a própria presidente. Em entrevista recente ao jornal belga Le Soir, ela considerou o mal-estar diplomático "questão do passado".

Lava Jato
Nesta terça, após encontro com investidores em Nova York, no qual Dilma defendeu o plano de concessões do governo, a presidente comentou o suposto conteúdo da delação premiada do empresário Ricardo Pessoa, da construtora UTC, no processo da Operação Lava Jato.

Em sua declaração, Dilma disse que "não respeita um delator". Reportagem veiculada na edição deste fim de semana da revista "Veja" apontou uma lista de 18 nomes de políticos que teriam sido citados por Pessoa durante a delação.

"Eu não respeito um delator, até porque eu estive presa na ditadura e sei o que é. Tentaram me transformar em delatora, a ditadura fazia isso com as pessoas. Eu garanto para vocês: eu resisti bravamente e até em alguns momentos fui mal interpretada quando disse que, em tortura, a gente tem de resistir porque, senão, você entrega. Não respeito nenhum, nenhuma fala", disse a presidente.

Plácido Domingo canta com seu filho


domingo, 28 de junho de 2015

Raul Seixas e Paulo Coelho


Raul Seixas 70

Eu também nasci há 10 mil anos atrás. Destino ou coincidência também morei no residencial Aurora na rua Frei Caneca em SAMPA onde ele nos deixou. Também prefiro ser essa metamorfose ambulante. E vivo tentando outravrz como ele preconizou.

Um gênio. Um profeta. Um artista. Raul permanece e nos comove. Lembro do seu olhar perdido e seu jeito filósofo de ser. Tinha uma baianidade cosmopolita e globalizada.

Suas letras são hinos. As canções tem qualquer coisa de pastoral. Ele não tem fãs. Tem seguidores.

Brasileiraco, rei do protesto inteligente, sociólogo das periferias, um cara tão à frente do seu tempo.

Raulzito 70? Um menino ainda que atravessa milhões de anos e nos faz refletir a hipocrisia desta sociedade desigual.

Viva nosso Raul da mosca que caiu na sopa dos hipócritas.

Viva o Raul que faz tanta falta e ao mesmo tempo está tão presente.

Eu também não tenho aquela velha opinião formada sobre tudo.

Cida Torneros

Andrea Bocelli e Sandy


Cristiano Araújo


Cá estou, no meio de tantas palavras....



Quase é  uma planta traiçoeira. Diz mas não revela.  Saudade é  doída,  cara,  ardida,  infinitamente torturante. 
Gosto de dizer candura,  soa leve,  como delicadeza. Tenho horror da palavra tortura,  e pavor da toalhinha,  traição. 
Mas,  até com ela,  a gente se acostuma,  nesse mundo globalizado e de tanta miséria. 
Minha palavra adorada é  aconchego. 
Quando a pronuncio,  sinto arrepio de proteção. 
Amor virou vocábulo de consumo capitalista. 
Paixão tem sua nuances ora especiais,  ora convenientes. 
Dizer a alguém que é bonito e inteligente de repente é  só uma estratégia de conquista. 

Ter fé pode ser palavra de honra. Esperança idem. 
Solidão é  desespero,  as vezes,  noutras,  é  meditação. 
Ser fêmea tem preço. E preço pode der um belo ramo de flores. 
Família é  palavra responsável. Paz, a chave que a humanidade perdeu. 
A morte,  palavra de significado absoluto. 
Renascimento,  um jeito de driblar o fim. 
Este,  querido filho que através do meu corpo veio ao  mundo,  pode ser a tal eternidade que talvez nem exista mas que acalenta o adeus. 
Cida Torneros 








Veja bem, meu bem


Na virada da montanha ( meu pai adorava esta música)




De papo pro ar


O combustível nosso de cada Dia! Crônica de domingo.









Sempre pensei,  isso desde menina,  que a cada pessoa corresponde um tipo de "combustível". Para uns ou muitos,  saco vazio não  fica em pé,  como dizia a minha avó,  e a comida é  ritual e necessidade saneadora para preencher vazios físicos e emocionais.

Porém,  o que move a máquina  humana pode ser o poder,  a ideologia,  o desafio em geral,  o dinheiro,  o bendito amor,  a religião,  os radicalismos,  as paixões,  os sonhos,  as ilusões,  tantas buscas.

Um dia, ouvi uma amiga que viaja muito me dizer que faz isso para fugir do cotidiano.  Quase entendi.

Mas lembrei  dos que têm vida agitada,  viajam muito a trabalho e se aposentam,  param,  como eu parei,  e descobrem outros combustíveis para queimarem enquanto a vida passa.

Definitivamente,  o meu,  é  a palavra. Por exemplo,  agora,  nem sai da cama. Domingo, vou levantar,  tomar café e passar o dia em casa da mamãe.

Faz friozinho pego o tablet na cabeceira. E não resisto a algumas fotos. E palavrinhas.

Numa,  o ministro Levy acomodado,  no avião,  aguarda a de colagem para acompanhar a comitiva de Dilma no encontro com Obama. Seu combustível deve ser número ou números em geral. Poder e mídia também fascinam,  sei disso,  mas lidar com cifras para quem gosta,  deve ser prazer inenarrável.

Então,  olho as fotos que tirei ontem da mesa do almoço que preparei para mim e minha secretária doméstica que só  vem aos sábados.  Comemos pouco. Bebemos quase nada. Mas registrei.

E neste momento,  aciono o meu combustível doido,  escrever,  descrever,  contar com prazer alguma história.

Bem,  é domingo. Melhor sair da cama e olhar lá fora se o sol brilha e esquenta as vidas. Vou viver a minha movida pelo encanto das sílabas.

É  o que gosto porque me abasteço delas. Afinal,  bom dia e bom domingo para todos nós,  loucos e dependentes de combustiveis mais doidos ainda.
Cida Torneros

sábado, 27 de junho de 2015

Galopera, viva el Paraguay!


Noches de Paraguay


Oração de São Francisco de Assis


Amazin Grace


Joaquim Levy liberado para viajar com Dilma



Depois de uma noite internado com suspeita de embolia, o ministro da Fazenda Joaquim Levy, foi liberado pelos médicos e embarca nesta manhã de sábado rumo aos Estados Unidos, acompanhando a presidenta Dilma e sua comitiva.
Levy, figura importante para divulgar as propostas de ajuste fiscal e recuperar a confiança dos investidores internacionais, apesar de muita polêmica em torno do seu trabalho, transmite confiança na tempestade que joga, segundo ele, a embarcação contra as pedras mas ela se salva. Ele é experiente na condução de navegação e calmo diante dos mil raios e nuvens carregadas sobre os mares da economia nacional. Joaquim Levy parece enfrentar com garra de competidor olímpico mais esta maratona que o governo brasileiro empreendera na América do Norte. Dilma e nós todos precisamos dele com saúde. Boa sorte ao navegador da economia brasileira!
Cida Torneros

Ave Maria no morro


Llove en Santiago


Romeiro ao longe


Nossa Sra me dê a mão


Segura na mão de Deus e vai


Já deu tudo certo


Como 2 e 2


Good morning, sunshine


Recado pro meu namorado


All we need is love


We are the world 30 years


O hino cantado por Obama


Amazing Grace


"Amazing Grace" é um conhecido hino tradicional protestante com a letra escrita pelo inglês John Newton e foi impresso pela primeira vez no Newton's Olney Hymns (1779). Quando “Amazing Grace” foi publicado pela primeira vez no “Newton’s Olney Hymns” somente a letra fora impressa sem partitura musical alguma. Acredita-se também que o texto era recitado na época e não cantado.


História do autor do hino Amazing Grace

Em torno de 1750, John Newton era o comandante de um navio negreiro inglês. Os navios fariam o primeiro percurso de sua viagem da Inglaterra, quase vazios, até que chegassem na costa africana. Lá os chefes tribais entregariam aos europeus as "cargas" compostas de homens e mulheres, capturados nas invasões e nas guerras entre as tribos. Os compradores selecionariam os espécimes mais finos, e os comprariam em troca de armas, munição, licor, e tecidos. Os cativos seriam trazidos, então, à bordo e preparados para o "transporte". Eram acorrentados abaixo das plataformas para impedir suicídios. Eram colocados de lado a lado, para conservar o espaço, em fileira após a fileira, uma após outra, até que a embarcação estivesse "carregada", normalmente com até 600 "unidades" de carga humana.

Os capitães procuravam fazer uma viagem rápida, esperando preservar ao máximo a sua carga; contudo, a taxa de mortalidade era alta, normalmente 20% ou mais. Quando um surto de disenteria ou qualquer outra doença ocorria, os doentes eram jogados ao mar. Uma vez que chegavam ao Novo Mundo, os negros eram negociados por açúcar e o melaço, para manufaturar o rum, que os navios carregariam à Inglaterra para o pé final de seu "comércio triangular."

John Newton transportou muitas cargas de escravos africanos trazidos à América no século 18. No mar, em uma de suas viagens, o navio enfrentou uma enorme tempestade e afundou. Newton ofereceu sua vida à Cristo, achando que iria morrer. Após ter sobrevivido, ele se converteu e começou a estudar para ser pastor. Nos últimos 43 anos de sua vida ele pregou o evangelho em Olney e em Londres.

No túmulo de Newton, lê-se: "John Newton, uma vez um infiel e um libertino, um mercador de escravos na África, foi, pela misericórdia de nosso senhor e salvador Jesus Cristo, perdoado e inspirado a pregar a mesma fé que ele tinha se esforçado muito por destruir."

Há muitas versões deste hino, como a de Niall Ferguson, autor do livro "Império - Como os britânicos fizeram o mundo moderno". Nesse livro, em que descreve a formação e desenvolvimento do império britânico, Ferguson afirma haver provas históricas de que John Newton continuou a comerciar escravos mesmo depois de se tornar pastor e de haver composto "Amazing Grace"

Good morning, Mr. president Obama! God bless you!


sexta-feira, 26 de junho de 2015

Carinhoso pra você dormir bem


Lendo e Escrevendo: Finalmente você (Daisy Prescott) #Resenha

Lendo e Escrevendo: Finalmente você (Daisy Prescott) #Resenha: Maggie Marion é uma mulher na faixa dos 40 anos que escreve artigos sobre gastronomia e agora está voltando à vida normal depois de ...

A teoria da conspiração, mais comum do que se imagina...









Conspirações. Elas acontecem dia e noites.. Movidas a paixões e ódios. Segredos e aparentes coerências. Sem ingenuidade.. Com propósitos ora lucrativos e Os excessos. Teorizar conspirando se é  próprio  da mente humana. Pena,  num mundo do tão desigual e seres tão traiçoeiros e inconsequentes. 
Cida Torneros 

Ainda não tenho noivo mas resolvi me casar em Veneza


http://mariasechampanhotas.com.br/blog/2015/06/26/ainda-nao-tenho-noivo-mas-resolvi-me-casar-em-veneza/#comment-330



Cida Toneros em Ainda não tenho noivo, mas resolvi me casar em Veneza

Ainda não tenho noivo, mas resolvi me casar em Veneza

Resolvi me casar em Veneza em 2016. Ainda não  tenho noivo.  Sei que terei  67 anos em 2016, mas hoje tive a premonição. Casaremos em Veneza. Destino Escrito.
Há séculos, Veneza sobrevive com símbolos que remetem a amores eternos. Através das suas histórias de carnavais mascarados, de intenso mercantilismo e trocas de produtos medievais, deixando-se levar pelo vagaroso traçado de gôndolas por entre seus canais, Veneza ultrapassa festivais de cinema, reorganiza mentalidades, cristaliza sonhos de paixões avassaladoras, cenas de lua de mel, magias de casais que a ela recorrem com esperanças de momentos inesquecíveis.
Considerada a cidade mais romântica do mundo, é cenário de turismo afetivamente compartilhado por pessoas de todos os lugares do planeta, que sonham pelo menos ir a Veneza, um dia durante toda a vida.
Ela nos espera, pacientemente, afundada, dizem os experts, em problemas ambientais graves, mas com seus ares de soberba inconsequência para estudiosos do seu planejamento urbano, inconcebível para os séculos XX e XXI.
Mesmo assim, Veneza não perdeu o glamour. Com certeza, eu a incluirei numa próxima viagem a Europa, esperando encontrar alguém especial que a valorize como eu. Um mago da Idade Média estará por essas horas a movimentar seus pendores extra-sensoriais. De certo, premedita os instantes em que a Veneza lendária se livrará do estigma de ter sobrevivido sem nós por tantos séculos.
A cidade viverá então um renascer de possibilidades, já que abriga saudosas lembranças, e há no seu entorno a mescla possível quando se mistura realidade e fantasia. Nossa presença encherá de alegria a tal Veneza que parece triste.
Assim foi cantada tantas vezes por Charles Aznavour quando alguém volta a ela, solitário e nostálgico. “Venezia sin ti ” é o titulo da famosa canção em espanhol, apontando para o fato de que estar naquela cidade italiana recordando alguém, deve ser mesmo uma tortura emocional, uma prova de fogo ou a suprema sensação do abandono.
Chegar a Veneza como a personagem Rosalba, do filme Pão e Tulipas, fugindo da vida cansativa de dona de casa incompreendida pela família, e extasiar-se com a manhã na Praça de San Marco, traduz o encantamento que a cidade tão antiga e tão misteriosa nos oferce.
Entretanto, a Veneza inconfundível pela alegria do seu carnaval, que a nu é mesmo tão vestido quanto se oculta em castelos de velas mágicas, e age no amor sob o feitiço de máscaras de renda e plumas, com tantas inquietações, infestada de expectativas.
Suas construções nos indagam, posso ouvir : – Como Veneza sobrevive ainda sem nós?
Logo estaremos juntos ali para proclamarmos a emoção dos que transformam sonhos em realidade, assim como eu e como tu, cavaleiro solitário que me fará a corte, cópia fiel dos velhos tempos. Não  sei quem és,  mas pressinto que estaremos juntos,  eu e tu, em Veneza, finalmente.

Maria Aparecida Torneros é jornalista, poeta, escritora, mãe, filha, irmã, tia, prima, madrinha, cunhada, sogra, amiga, amada, tia avó e sonhadora por um mundo melhor e sustentável.

Publicada em 26/06/15
As gôndolas, os charmosos canais, suas pontes, seus labirintos, as construções, os monumentos, a arte, cultura, história, as cerimônias, o vai e vem de pessoas do mundo inteiro e o clima de romance no ar fazem de Veneza uma cidade única. Não há nada no mundo como a “Sereníssima”, considerada símbolo do romantismo desde o século X.

Rosa Maria Santiago diz:
26 Junho, 2015 às 2:55 pm
Querida Aparecida,
Adorei a matéria! Sonhar é sempre bom e possível. Acho que vai realizar este sonho. Quero ser convidada.

Tia Isabel e o escrevinhador





Ela tem uns 63. Foi mulher do Julio Iglesias,  e de outros dois. Teve filhos com os três.

Ele é o famoso Nobel de Literatura. Seu primeiro livro que eu li bem jovem conta a história da sua paixão de menino de 19 anos por sua tia Julia,  10 anos mais velha.


 Casou com ela. Anos depois traiu tia Julia e casou com a prima Patricia,  completaram 50 anos de casório. Tiveram filhos e netos.


Agora,  o escritor Don Juan assume que namora Isabel, que era amiga do casal há 20 anos.


A revista Hola tem publicado fotos e fofocas sobre o suposto romance.


O escrevinhador gosta de jogar seu  charme.  Isabel também.


Belo par de maduros. Amor não  tem idade.

Mário avo e Isabel  avó,  um mundo moderno para o velho Cupido.

Que todos sejam felizes,  afinal.

Cida Torneros


É Brasil, é Brazuca








Perigosa


Solo le pido a Dios


É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã


Aposentados na Grécia: parem de meter a mão nos nossos bolsos





CRISE NA GRÉCIA »
Aposentados gregos: “Parem de meter a mão em nossos bolsos”
O pagamento aos 2,5 milhões de aposentados é um aspecto crítico da negociação grega

Credores fazem mais exigências para fechar acordo
MARÍA ANTONIA SÁNCHEZ-VALLEJO Atenas (Enviada especial) 24 JUN 2015 -
María (nome fictício), moradora do subúrbio de Agios Dimitros, não quer imaginar como as novas medidas preparadas pelo Governo de Atenas e seus parceiros europeus poderão afetar a aposentadoria de seu marido, única fonte de renda da família. "Se até agora seguir em frente era um drama, a partir de agora será um martírio", explica, às portas de um supermercado do popular bairro da área metropolitana de Atenas. Pela mão leva um dos dois netos, uma criança de seis ou sete anos; os meninos, bem como seus pais (dois casais, todos desempregados), dependem de María e seu marido para seguir em frente. "De quanto é a pensão? Que importa quanto? Seja o que for, não chega para nós", diz a mulher, de 70 anos, com o brilho do orgulho nos olhos.

"Eu não tenho aposentadoria. Não trabalhei fora porque decidi cuidar de meus filhos. Que ironia que, com o passar dos anos, tenha de cuidar de novo deles, e com eles, os seus filhos, meus netos." A duras penas os avós ajudam com o que podem, hoje com uma sacola de comida, amanhã com a compra, a roupa ou pagamento de algumas contas.... "Para nós, que não estudamos, nos disseram que com estudos a vida seria mais fácil, e aí estão meus filhos. O mais velho, universitário e com idiomas, a menor, com formação em informática, desempregados há anos. Fizemos tudo por eles, e agora continuamos fazendo. A Grécia passa fome", acrescenta, em um lugar onde não é difícil, dizem os vizinhos, ver gente revirando latas de lixo em busca de comida.

Como a de María, muitas famílias gregas dependem para sobreviver de uma aposentadoria, a última tábua de salvação – e coesão social– para boa parte da população; para 52% dos lares, é a principal fonte de renda, segundo dados do patronato. Os 2,5 milhões de aposentados do país são, por isso, um dos grupos eleitoralmente mais sensíveis –e, socialmente, o mais temeroso– ao previsível acordo que o Governo de Alexis Tsipras firmará no final desta semana com a antiga troika, apesar de essa ter sido uma das linhas vermelhas que o Executivo havia prometido não atravessar. Um total de 45% deles recebe uma aposentadoria inferior a 665 euros (2.330 reais), abaixo do limite de pobreza fixado pela União Europeia (em 2009, nessa faixa estavam somente 20% dos aposentados).

MAIS INFORMAÇÕES
Europa respira aliviada diante de um iminente acordo com a Grécia
Assim é a proposta da Grécia à União Europeia para fechar acordo
Milhares de pessoas protestam contra a austeridade em Atenas
Cresce a pressão sobre a Europa para forçar um pacto com a Grécia
"Apenas 14% recebem mais de 1.050 euros por mês", explica Manolis Rallakis, secretário-geral da Federação de Aposentados, do setor privado, que recebem seus benefícios da instituição IKA, o maior fundo de pensão do país. Há pelo menos outras sete grandes federações ou uniões setoriais de aposentados; mas a de Rallakis é o núcleo duro, brigão e batalhador, e não é à toa que "engloba toda a classe operária", recorda este antigo soldador de 75 anos, aposentado há 15 e cujo rendimento encolheu um terço desde o início da crise, ficando em pouco mais de 1.000 euros.

Rallakis não economiza adjetivos para definir o provável acordo de Tsipras com Bruxelas. "Não é de modo algum positivo, e não falo somente dos aposentados, mas dos trabalhadores em geral. A elevação de impostos também vai nos afetar diretamente, pois reduz ainda mais nosso escasso poder aquisitivo. Queremos manter as aposentadorias, mas também recuperar o que nos tiraram. Precisam deixar de meter a mão em nossos bolsos, porque não chega nem para os remédios; se não fizerem isso, terão de nos enfrentar, e sabem que nossos votos valem o mesmo que os deles", protesta, apontando como exemplo a manifestação de aposentados de toda a Grécia no centro de Atenas. "Não estamos pedindo nada grátis, só reivindicando os nossos direitos. Contribuímos para as aposentadorias que temos, incluindo o pagamento pelo Natal, que nos tiraram. Em cinco anos só vimos cortes: as aposentadorias principais de mais de mil euros foram reduzidas em 40%; todas as complementares, em 60%", acrescenta.

A Grécia dedicava até agora ao pagamento de benefícios quase 18% de seu orçamento, com situações tão raras como a aposentadoria antecipada a partir dos 52 anos para uma trintena de profissões "de risco" – entre elas, cabeleireiras, cantores de ópera ou câmeras de TV–, mas Rallakis nega a maior discrepância: que os gregos estejam entre os aposentados mais bem-pagos da Europa. "Estamos abaixo da média da UE. Posso entender as críticas pelas aposentadorias antecipadas, mas é uma falácia que estejamos recebendo mais que os alemães, como muitos dizem."

A seu lado, Panayotis Sofos, vice-presidente da federação, classifica como "antipopulares" as medidas do acordo. "São uma continuação das políticas da troika, o ditado do Eurogrupo e, portanto, do capital". A veia militante, operária, lateja com raiva em ambos, embora garantam não ter vínculos com nenhum partido de esquerda. Sofos, ex-metalúrgico, assegura ter perdido "uns 8.000 euros por ano, ao redor de 600 por mês" com os cortes. "E o acordo [com os parceiros do euro] ainda não foi concluído, portanto, pode ser até pior do que tememos", finaliza, pessimista.

Credores fazem mais exigências para fechar acordo

Com o acordo político praticamente pronto desde segunda-feira, um punhado de números separava à noite a Grécia e a Europa do final –pelo menos por um tempo– de um pesadelo, de uma catástrofe mil e uma vezes anunciada que nada indica que chegará. Atenas e seus credores estão a um passo do acordo. Não haverá calote nem saída do euro nem demais cenários apocalípticos se ambas as partes conseguirem aparar as arestas. Os credores tentam aperfeiçoar a oferta final da Grécia com cortes de última hora nas aposentadorias e outros pontos em aberto menos substanciais. O primeiro-ministro Alexis Tsipras criticou esse movimento em um gesto para a plateia, destinado à política doméstica diante da constatação de que não vai ser fácil para ele conseguir aprovar o acordo no Parlamento grego.

As reuniões do Eurogrupo –instância formada por ministros das Finanças e outras autoridades da zona do euro– desembocam rotineiramente em comunicados triunfalistas noturnos que anunciam a salvação da Europa. O desta quarta-feira não foi exceção: não havia fumaça branca à primeira hora da noite, e pode até ser que o acordo técnico demore ainda várias horas, até sexta-feira. Mas todo o mundo dá por certo em Bruxelas que esse comunicado pomposo anunciado no final da saga grega acabará chegando. A chanceler alemã, Angela Merkel, pronunciou na segunda-feira as palavras mágicas –"a proposta grega é uma boa base para o acordo"–, e todo o resto é uma espécie de teatro. As instituições antes chamadas de troika vazaram nesta quarta-feira um último documento com as correções que querem na oferta da Grécia: um esforço extra com detalhes difíceis de serem aceitos por Atenas

Mario Vargas Llosa e Isabel Presley, um romance?
















MARIO VARGAS LLOSA E ISABEL PREYSLER ¿EL DONJUAN Y LA ROBAMARIDOS?
HOME NOTICIAS DEL JETSET Y LA FARÁNDULA

Mario Vargas Llosa e Isabel Preysler ¿El donjuan y la robamaridos?
 Fotos: Look Press Agency. Vargas Llosa e Isabel son amigos hace veinte años, pero el romance estalló hace dos meses.

El rumor del romance del Premio Nobel de Literatura, Mario Vargas Llosa, con la reina de la alta sociedad española, recuerda que él tiene fama de coqueto y ella de interponerse en matrimonios ajenos.

Tras la reciente muerte de su tercer esposo, Miguel Boyer, Isabel vuelve a sonreír y a lucir esplendorosa. ¿El motivo? Parece que la archifamosa galantería del premio Nobel de Literatura, Mario Vargas Llosa, ha vuelto a despertar en ella la ilusión, según la revista española Diez Minutos, según la cual están saliendo hace dos meses. ¡Hola!, por su parte, considerada la casa de Preysler, publicó en su portada una foto de los dos de gala en el Palacio de Buckingham, en Londres, y anotó que su amistad, que comenzó hace veinte años, se ha "estrechado y fortalecido últimamente". Ello, es visto por muchos como el preludio de la próxima exclusiva del anuncio del noviazgo, con lo cual la revista, que no da puntada sin dedal, seguro venderá por montones, como lo hace cada vez que la vida y milagros de la divina Isabel llenan sus páginas, desde hace más de tres décadas.


Foto: Revista Hola

Se trata de una pareja de sueño, por la fina estampa y fama de ambos, pero detrás de su supuesto idilio se esconde la intriga, ya que Patricia Llosa, la esposa del autor de Pantaleón y las visitadoras, aseguró a través de las redes sociales que ellos no han roto, como lo sugirió la prensa española. Hace poco más de una semana, aseguró consternada, celebraron en familia los 50 años de su matrimonio, en Nueva York, según lo atestiguan una fotos publicadas por su nuera, Susana Abad, esposa de Álvaro Vargas Llosa, en Twitter. No obstante, debió caerle como un baldado de agua fría la lacónica declaración del literato a un reportero del programa español Sálvame: "Lo único que le confirmo es que estoy separado (...) Respeten la vida privada".

. Los Vargas Llosa conocen a Isabel hace dos décadas, pero ella ahora se interpone en su matrimonio.

Tanto Isabel como el Nobel ya deben estar curtidos en capotear las habladurías sobre su coquetería. No hay que olvidar que el famoso puñetazo de Vargas Llosa a Gabriel García Márquez, en Ciudad de México en 1976, tuvo origen en un lío de faldas. Según el antioqueño Dasso Saldívar, biógrafo de Gabo, ofendida porque Mario la engañaba con una azafata sueca, Patricia le espetó que ella tampoco había estado perdiendo el tiempo, y que tuvo un amorío con su amigo, el también Nobel de Literatura colombiano. Otros chismosos sugieren que fue García Márquez el que se le insinuó a Patricia. Lo que pasó en realidad, sigue siendo un misterio.

. El escritor con su esposa Patricia Llosa en Madrid en 2013. Son primos y se enamoraron cuando él estaba casado con su tía política, Julia Urquidi.

Mejor conocida es la historia de Isabel, quien, como se murmura en los salones elegantes de Madrid, harta de las traiciones de su primer esposo, el cantante Julio Iglesias, padre de sus tres hijos mayores, entre ellos el cantante Enrique Igleisas, se dejó consolar por Carlos Falcó, marqués de Griñón, con quien se casó en 1980, tras su divorcio del artista, y tuvo una hija, Tamara. Al poco tiempo, la marquesa protagonizó el escándalo más sonado del jet-set ibérico de la época, cuando Miguel Boyer, el ministro estrella de Felipe González, dejó su brillante carrera política, a su esposa Elena Arnedo y a sus dos hijos, loco por los encantos de Isabel, quien nunca ha negado que se quedó con el marido de otra. Finalmente, se casaron en 1988, y tuvieron a su hija Ana.



Foto: Look Press Agency. Isabel con su fallecido esposo Miguel Boyer, quien dejó a su primera esposa por ella, en el escándalo más sonado del jet-set español de los años 80.

Según Diez Minutos, fuentes cercanas a Isabel, nacida en una familia de alcurnia de Filipinas, aseguran que cuando a ella le gusta un hombre no hay nada ni nadie que la detenga para tenerlo, de modo que está por verse si una vez más ha antepuesto su felicidad al qué dirán y al odio de Patricia Llosa. Incluso, en vida de Boyer, se le rumoraron romances con Florentino Pérez, el presidente del Real Madrid, y con Jorge Valdano, exdirector técnico del mismo equipo.

Vargas Llosa, el guapo entre los escritores del boom latinoamericano, también ha tenido una vida amorosa de novela. A los 19 años, se casó con su tía política, Julia Urquidi, diez años mayor que él, y quien inspiró su novela "La tía Julia y el escribidor, llevada en Colombia a la televisión por RTI en 1981. A ella, le fue infiel con su prima, Patricia Llosa, con quien se casó en 1965 y tuvo tres hijos. De acuerdo con las malas lenguas, Patricia le ha pagado con la misma moneda sus canas al aire con otras mujeres. En fin, salta a primera plana todo un enredo de cuernos, glamour, literatura, tendencias incestuosas y apetitos carnales incontenibles, que difícilmente se salvará de la rapiña de la prensa rosa, muy a pesar de los deseos del brillante novelista peruano, quien, por lo demás podría devolver a Isabel el estatus de consorte noble, ya que el rey Juan Carlos I, otro infiel impenitente, le concedió el título de Marqués de Vargas Llosa.



Hace algo más de una semana el escritor celebraba en Nueva York los 50 años de casado con Patricia Llosa, quien ahora se declara desconcertada porque él le dijo a la prensa que están separados.  En la fiesta también estuvieron sus hijos y nietos.




MARIO VARGAS LLOSA E ISABEL PREYSLER ¿EL DONJUAN Y LA ROBAMARIDOS?
HOME NOTICIAS DEL JETSET Y LA FARÁNDULA

Mario Vargas Llosa e Isabel Preysler ¿El donjuan y la robamaridos?
 Fotos: Look Press Agency. Vargas Llosa e Isabel son amigos hace veinte años, pero el romance estalló hace dos meses.

El rumor del romance del Premio Nobel de Literatura, Mario Vargas Llosa, con la reina de la alta sociedad española, recuerda que él tiene fama de coqueto y ella de interponerse en matrimonios ajenos.

Tras la reciente muerte de su tercer esposo, Miguel Boyer, Isabel vuelve a sonreír y a lucir esplendorosa. ¿El motivo? Parece que la archifamosa galantería del premio Nobel de Literatura, Mario Vargas Llosa, ha vuelto a despertar en ella la ilusión, según la revista española Diez Minutos, según la cual están saliendo hace dos meses. ¡Hola!, por su parte, considerada la casa de Preysler, publicó en su portada una foto de los dos de gala en el Palacio de Buckingham, en Londres, y anotó que su amistad, que comenzó hace veinte años, se ha "estrechado y fortalecido últimamente". Ello, es visto por muchos como el preludio de la próxima exclusiva del anuncio del noviazgo, con lo cual la revista, que no da puntada sin dedal, seguro venderá por montones, como lo hace cada vez que la vida y milagros de la divina Isabel llenan sus páginas, desde hace más de tres décadas.


Foto: Revista Hola

Se trata de una pareja de sueño, por la fina estampa y fama de ambos, pero detrás de su supuesto idilio se esconde la intriga, ya que Patricia Llosa, la esposa del autor de Pantaleón y las visitadoras, aseguró a través de las redes sociales que ellos no han roto, como lo sugirió la prensa española. Hace poco más de una semana, aseguró consternada, celebraron en familia los 50 años de su matrimonio, en Nueva York, según lo atestiguan una fotos publicadas por su nuera, Susana Abad, esposa de Álvaro Vargas Llosa, en Twitter. No obstante, debió caerle como un baldado de agua fría la lacónica declaración del literato a un reportero del programa español Sálvame: "Lo único que le confirmo es que estoy separado (...) Respeten la vida privada".

. Los Vargas Llosa conocen a Isabel hace dos décadas, pero ella ahora se interpone en su matrimonio.

Tanto Isabel como el Nobel ya deben estar curtidos en capotear las habladurías sobre su coquetería. No hay que olvidar que el famoso puñetazo de Vargas Llosa a Gabriel García Márquez, en Ciudad de México en 1976, tuvo origen en un lío de faldas. Según el antioqueño Dasso Saldívar, biógrafo de Gabo, ofendida porque Mario la engañaba con una azafata sueca, Patricia le espetó que ella tampoco había estado perdiendo el tiempo, y que tuvo un amorío con su amigo, el también Nobel de Literatura colombiano. Otros chismosos sugieren que fue García Márquez el que se le insinuó a Patricia. Lo que pasó en realidad, sigue siendo un misterio.

. El escritor con su esposa Patricia Llosa en Madrid en 2013. Son primos y se enamoraron cuando él estaba casado con su tía política, Julia Urquidi.

Mejor conocida es la historia de Isabel, quien, como se murmura en los salones elegantes de Madrid, harta de las traiciones de su primer esposo, el cantante Julio Iglesias, padre de sus tres hijos mayores, entre ellos el cantante Enrique Igleisas, se dejó consolar por Carlos Falcó, marqués de Griñón, con quien se casó en 1980, tras su divorcio del artista, y tuvo una hija, Tamara. Al poco tiempo, la marquesa protagonizó el escándalo más sonado del jet-set ibérico de la época, cuando Miguel Boyer, el ministro estrella de Felipe González, dejó su brillante carrera política, a su esposa Elena Arnedo y a sus dos hijos, loco por los encantos de Isabel, quien nunca ha negado que se quedó con el marido de otra. Finalmente, se casaron en 1988, y tuvieron a su hija Ana.



Foto: Look Press Agency. Isabel con su fallecido esposo Miguel Boyer, quien dejó a su primera esposa por ella, en el escándalo más sonado del jet-set español de los años 80.

Según Diez Minutos, fuentes cercanas a Isabel, nacida en una familia de alcurnia de Filipinas, aseguran que cuando a ella le gusta un hombre no hay nada ni nadie que la detenga para tenerlo, de modo que está por verse si una vez más ha antepuesto su felicidad al qué dirán y al odio de Patricia Llosa. Incluso, en vida de Boyer, se le rumoraron romances con Florentino Pérez, el presidente del Real Madrid, y con Jorge Valdano, exdirector técnico del mismo equipo.

Vargas Llosa, el guapo entre los escritores del boom latinoamericano, también ha tenido una vida amorosa de novela. A los 19 años, se casó con su tía política, Julia Urquidi, diez años mayor que él, y quien inspiró su novela "La tía Julia y el escribidor, llevada en Colombia a la televisión por RTI en 1981. A ella, le fue infiel con su prima, Patricia Llosa, con quien se casó en 1965 y tuvo tres hijos. De acuerdo con las malas lenguas, Patricia le ha pagado con la misma moneda sus canas al aire con otras mujeres. En fin, salta a primera plana todo un enredo de cuernos, glamour, literatura, tendencias incestuosas y apetitos carnales incontenibles, que difícilmente se salvará de la rapiña de la prensa rosa, muy a pesar de los deseos del brillante novelista peruano, quien, por lo demás podría devolver a Isabel el estatus de consorte noble, ya que el rey Juan Carlos I, otro infiel impenitente, le concedió el título de Marqués de Vargas Llosa.



Hace algo más de una semana el escritor celebraba en Nueva York los 50 años de casado con Patricia Llosa, quien ahora se declara desconcertada porque él le dijo a la prensa que están separados.  En la fiesta también estuvieron sus hijos y nietos.




Rio eu gosto de você


quinta-feira, 25 de junho de 2015

Acione e Betânia


Melina


Nunca aos domingos


Impasse grego






Impasse grego prolonga-se: Eurogrupo volta a reunir amanhã
Luís Reis Pires
Eurogrupo foi ontem novamente suspenso. Ministros do euro voltam a reunir-se amanhã e garantem que será o último encontro. No fim, frisam, ou haverá acordo ou plano B.

Tudo adiado outra vez. Não houve acordo entre a Grécia e os credores. As negociações continuam, o acordo é possível, mas ainda há muito trabalho até lá. É o que fica após o Eurogrupo de ontem, que voltou a ser suspenso sem fumo branco. O impasse grego saltou a cimeira de chefes de Estado e de Governo, que começou após o Eurogrupo, e segue novamente para a mesa dos ministros das Finanças da zona euro, que amanhã voltam a reunir-se, pela quinta vez em pouco mais de uma semana.

Melina Mercouri e a Grécia que amamos


Galicia Celta


Desabafo


Angela Maria


Falhaste coração


Frio carioca de molho em casa numa terça nublada e solitária





Fiz selfies
Claro, um jeito de estar sozinha em casa, recolhida, com frio e desarrumada. Confesso que me dá certa tristeza
 Por variados motivos que não convém relatar. A terça passa devagar. Noticias e cozinha. Farei qualquer coisa para comer. O mundo só me oferece crimes, dores, decepções e muita corrupção. Mortes, assassinatos, balas perdidas. Poderes disputados e desmandos em todos eles. Meus AIS nada são. Carinha de cansada ou desalento por uma humanidade falida.
Mas prezo amigos e amigas. Família também. Eu me preciso para decidir sobreviver. Coragem e fé renovo todo dia. Saudades de tanta gente. Uma lista. Mas nem sempre as saudades são recíprocas. Pouco importa. Olho minhas carinhas de mulher de 65 que acordou as 10 porque dobrou a dose dos soníferos.
Dormir me acalma. Me afasta do frio e das saudades. Das dores também. Talvez me proporcione sonhos loucos. Desisto de decifrar imagens irreais. Real é isso. A Demência que ataca mamãe. A violência que se espalha nas cidades e o amor que volta e meia me dispara o coração.
Estou viva e com frio. Sozinha e fazendo selfies. A manhã se foi. Vou comer algo e volto a dormir. Aproveito e oro pelos doentes e seus médicos.
Nem quero chorar mais. Passei muito tempo chorando à toa. Vou buscar algum sorriso no canto da minha boca. Vou presentear alguém com meu pequeno sorriso. O problema é escolher quem. As pessoas querem outros presentes. Sorrisos estão sem valor de mercado.
Pena. Sorrir não serve para nada ou quase nada. Paro por aqui. Cida Torneros

San Francisco


Califórnia Dreamin


Califórnia Dreams


San Francisco


Garota eu vou pra Califórnia


I left my Hearst in San Francisco, Tony Bennet


quarta-feira, 24 de junho de 2015

Cantigas galegas


Galicia Meiga








CELTIC / TRIVIA / MITOLOGIA, CULTOS E FESTAS  0
Calendários celtas
POR GALICIAMEIGA · 04 DE JUNHO DE 2015

O calendário celta é um termo usado para se referir a uma variedade de calendários utilizados pelos gaélicohablantes em diferentes períodos da história.

Uma das características dos calendários das religiões pagãs é sua relação direta com a natureza e os fenômenos naturais tais como a vida, a morte, lua, sol, agricultura ...

Antes da chegada das religiões monoteístas, muitas das crenças pagãs foram enfraquecidos ao ponto que acabou por desaparecer. Hoje - e por várias décadas - um renascimento destas tradições e antigas religiões pagãs viver. Na Galiza, o exemplo é muito clara. Nas últimas décadas, estamos vendo o ressurgimento de tradições como Maios, Samhain, a figura do Apalpador, danças ancestrais, mázcaras carnaval ... Se falamos de religião no mundo, estas tradições e crenças estão ressurgindo por causa do que Ele é conhecido como neo-pagãos religiões.

Neste post vou falar sobre quatro coisas fundamentalmente: o que calendários existem atualmente? Em que foram baseados? Como o calendário celta? Quais os feriados fez?

Quais são os primeiros calendários? Calendário celta Continental
Calendário celta continental foi reconstruída dos calendários que foram encontrados no Coligny e Villards d'feriu.

Coligny Calendário

É um calendário gaulês foi encontrado em Coligny, França, perto de Lyon, em 1897, juntamente com a cabeça de uma estátua de bronze de uma figura masculina jovem. É um calendário lunisolar, este é um calendário que indica o tempo, tendo em conta tanto as fases do sol e da fase da lua [1] .

Este calendário é provavelmente o calendário solar / lunar ritual celta mais antigo em existência. Atualmente ele expõe no Museu do Palácio da Gália romana Arts de Lyon. Os dados de I a. BC, quando o Império Romano impôs o uso do calendário juliano na gala Roma. O calendário é feita a partir de fragmentos de uma enorme placa de bronze. Ele é escrito em capitais latino e inscrições em língua gaulesa. Placa restaurado contém dezesseis colunas verticais, com 62 meses distribuídos ao longo de cinco anos.

O arqueólogo francês J. Monard especularam que ele foi gravado por druidas que desejam preservar a sua tradição de manter o período de tempo em que o calendário juliano foi imposta em todo o Império Romano.

Calendário de Villars d'Heria

Este calendário foi encontrado em Villards d'Heriad, localizado no bairro de Saint-Claude e canto de Moirans-en-Montagne, dos quais apenas oito pequenos fragmentos permanecem. Atualmente é preservada no Musée d'Archéologie du Jura em Lons-le-Saunier.

Calendários Neolítico pré-celtas

Na Europa e as nações celtas podem ser antigos monumentos de pedra neolíticos, lunar alinhado com os equinócios e solstícios de inverno e verão com concentrações particulares na Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda fenômenos. O mais famoso deles é Stonehenge na planície de Salisbury, Maeshowe em Orkney, shuttles e Knowth e Newgrange no Boyne Valley irlandês. A crença popular é que esses lugares por celtas, mas a maioria deles são de origem pré-celta.

Calendários atuais. "O calendário das bruxas"

E nós falamos anteriormente. Existem algumas religiões, conhecido como neo-pagã, entre outras coisas, queria recuperar esses calendários, adaptar e reconstruir muitas das tradições ancestrais. Seus calendários são baseados na Irlanda medieval e outras culturas celtas fins rituais antigos.

O mais conhecido destes neo-pagãos religiões calendário é o wiccanismo, A Roda do Ano. Ele vai marcar e celebrar o ciclo das estações.

Digo-vos brevemente o que é o W icca. É uma religião neopagã, desenvolvido na Inglaterra durante a primeira metade do século XX e popularizado na década de 1950 década de 1960 por Gerald Gardner, que a chamou de "culto de bruxas e bruxaria s" e ele chamou seus seguidores "Wicca".

Bem, o momento da Roda do Ano, está dividido em oito festivais, chamado sábados ou clãs e diferenciar entre sabbats menores e sabbats mais velhos. Os menores são baseadas amplamente em antigos festivais germânicas, e os idosos são inspirados por festivais gaélico - Quero esclarecer que esta é geralmente explicada pela qual é aproximada.

Do Wiccan do ano
Assim, temos os seguintes feriados:

Sabbats menores: festas germânicas. Todo o linkearé você ao site da Vigília do Valkyrie que explica em detalhe e de forma brilhante:
Yule : Festa do solstício de inverno, 21 de dezembro, o ponto em que os dias são mais curtos, a escuridão predomina sobre a luz, inverno, frio e neve congelar o mundo. O Deus Chifrudo encontra-se sob a neve. A religião cristã decidiu cobrir este festival pagão com a festa do nascimento de Jesus, que deu resultado à apresentação de propostas imagens berço "neve" na Palestina.
Ostara: Equinócio da Primavera, o equilíbrio entre o dia ea noite. Os celtas apreciado tanto este evento marcou o fim do inverno rigoroso, tudo renasce mais uma vez, os deuses são pletórico. Nascimento Animal. Mais uma vez, os cristãos ligar este partido com o maior feriado cristão, a Páscoa, a data de início, no Domingo de Ramos, ela é definida pelo cálculo do domingo seguinte à primeira lua cheia após este evento, Ostara.
Litha: A outra grande solstício, o verão em 21 de junho. Marca o início do verão, mas também o início do encurtamento noites. Esta festa foi fogueiras luz tradição, para ampliar ainda mais o dia mais longo do ano. Era luz normal los nas praias, e saltar sobre eles e depois saltar de volta para o mar, para a purificação.
¿Mabon: É indicado o tempo da última colheita dos campos, as últimas coleções antes do frio. Foi realizada durante o equinócio de outono, 21 de setembro. Mabon não era um festival antigo autêntico. Há pouca evidência de que o equinócio de outono foi comemorado em culturas Celtas, enquanto nas culturas anglo-saxões era conhecido como "haleg-Monath" ou "mês sagrado". O nome Mabon foi recentemente aplicada aos festivais neopagãs Equinócio de Outono
Sabbats antigos: festivais Gaelic
Samhain Festa metade da temporada, ano novo, durou de 31 de Outubro a 1 e até 2 de novembro. Eles acendiam mil velas, e naquela festa, os celtas comemoravam a morte dos "deus" com chifres, que vai renascer depois de Imbolc. É o partido celtismo mais importante.
Imbolc: Festival das Luzes e purificação. Deus renasce e os dias ficam mais longos. Fevereiro 1-02 este festival mid-season é comemorado. Vire luzes tradição era a de suprir a falta de horas de luz do dia. Cristianismo actos de novo e renomeado: La Candelaria, um período em que a purificação da Virgem Maria (fevereiro-Februata) está acontecendo.
Beltane: Outra grande festas pagãs, indicado metade do ano. Foi comemorado em 1 de Maio e foi dedicado à mãe "Deusa". Curiosamente, neste mês relacionada partido multidões Virgin também são realizadas. Irlanda ainda é comemorado este evento como o início da estação quente, como o "portal" do verão. Na Galiza, foi comemorado com uma coleção noite nos campos com tochas chamadas fachucos, cujas cinzas foram espalhadas sobre a terra hoje na Galiza ainda estava adorando a deusa gaélica Beltane e, embora no passado esta festival estava sendo apart agora tem muito mais seguidores por causa do romance e Reconstructionist compartilhada com outras regiões celtas como a Irlanda ou o Reino Unido.
Lughnasadh Lammas ou ("Lug casamento" deus da mitologia celta) é um feriado comemorado em gaélico 01 de agosto, durante o amadurecimento da cultura local das bagas, ou durante a lua cheia perto do ponto médio entre o solstício verão e equinócio de outono. Em outras áreas anglo-saxónicos o mesmo festival é conhecido como Lammas.
Calendário árvore Celtic

Claro que muitos conhecem um calendário que associa o mundo celta com as árvores, ou um teste destes circulando na internet que, como sua data de nascimento, dizem-lhe que tipo de árvore e, portanto, eles têm personalidade. Bem, este é um embuste, e qualquer coincidência com a história é puro acaso.

Astrologia Celtic é o sistema astrológico praticado pelos antigos celtas. Pouco se sabe sobre o sistema nativo de astrologia, como descrito em alguns manuscritos antigos irlandeses das quais nenhuma tenham sido publicadas ou totalmente traduzidos. No entanto, parece que este tem sido baseada em um sistema irlandês indígena de símbolos e não em qualquer um dos sistemas comummente conhecidos como astrológicos ocidental ou chinês.

O termo "astrologia celta" também tem sido usado erroneamente para se referir a árvore calendário inventado pelo escritor britânico Robert Graves (1895-1985), que foi inspirado por seu estudo superficial do script Ogham. Graves detalhes do sistema como um ensaio poético A Deusa Branca (1946). Apesar de alguns autores modernos têm popularizado como "árvore Graves calendário" não tem nenhuma relação com qualquer calendário celta histórica.
[1] O calendário hebraico, o calendário budista, o calendário grego, calendário hindu, o calendário birmanês, o calendário tibetano, o calendário Inca, o calendário chinês, o calendário vietnamita, o calendário mongol calendário coreano, o calendário islâmico O calendário de Coligny eo calendário lunisolar babilônico são todos, como foi o calendário japonês até 1873.
Noite de San Juan ou Litha

23 DE JUNHO DE 2015

26 DE JANEIRO DE 2015
PRÓXIMO HISTÓRIA
Midsummer ou Litha
HISTÓRIA PRÉVIA
Cidades submersas países celtas

POSTS MAIS POPULARES
RECENTES LOGINS

CELTIC / FESTAS / GALIZA / MITOLOGIA, CULTOS E FESTAS
Noite de San Juan ou Litha

CELTIC / TRIVIA / MITOLOGIA, CULTOS E FESTAS
Calendários celtas

CELTIC / MÁGICOS LUGARES / MITOLOGIA, CULTOS E FESTAS
As cidades submersas nos países celtas

MOUROS E MOURAS / PERSONAGENS MITOLÓGICOS
Mouras

LUGARES MÁGICOS
As lendas e mitos das Ilhas Cies (I)
ETIQUETAS

berobreo burgas celta celtas codax combarro construcciones cruces dobby duendes elfos facho falico fita galicia gallega gallegas gallegos harry horreo horreos Inglaterra irlanda leyendas literatura martin meiga mitologia mitoloxia mouras mouros música ourense paganos pedra pergamiño populares potter presentacion proyecto remates sátiro trasnos trastadas vindel
CONTATO

Patricia Á. Casal
Galicia Meiga
galiciameigabook@gmail.com

© Galicia Meiga - 2015